quinta-feira, 31 de maio de 2007

Mudando a senha ROOT

No Linux, a senha ROOT é a permissão modo 'DEUS' de um usuário. Com essa senha, você pode mudar qualquer coisa no seus sistema e por isso mesmo você deve usá-la com muito respeito e inteligência. Qualquer dúvida, pode provocar um estrago feio.

No Ubuntu ele é definido na instalação, mas vai que você esqueceu ele? Como fazer para trocá-lo?

Abra um terminal e digite:

sudo passwd

Depois digite sua senha duas vezes (uma foi para confirmação) e pronto. Fácil!
Agora vê se não esquece mais!

2 comentários:

BearGuy disse...

POR ISSO... que eu queria instalar um pacote numa pasta aqui do sistema e ele não me dava permissão, nem no modo GRAFICO ou na linha de comando.
Então pra mudar a senha é assim "peace of cake"?
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!
Fala sério "mestre" !
'Brigaduuuuu
Abs
BG
[VIVA O SOFTWARE LIVRE]

Nietotchka disse...

Opa, só um detalhe, vamos explicar direito as coisas: o comando "sudo" é usado para definir quais os comandos que o seu usuário "reles mortal" poderá executar como se fosse a conta root. Aqui vou chamar a conta "usuário reles mortal" simplesmente de "user".

No caso do exemplo dado, como o comando "passwd" serve para alterar a senha, logo o comando "sudo passwd" faz com que você - embora conectado como user - possa alterar a senha do root (como se fosse o root). A vantagem disto é justamente o fato de você poder alterar a senha do root sem precisar saber a senha atual dele. Até aí, nenhuma novidade.

Porém, o comando "sudo passwd" só vai funcionar se o arquivo /etc/sudoers estiver configurado para que a conta user possa executar o comando passwd.

Portanto, antes que algum usuário inexperiente se conecte com sua conta user, confie cegamente na dica anterior e venha a ter uma surpresa desagradável, sugiro fortemente que se conecte como root (ou use o comando "su" para se conectar temporariamente como root), edite o arquivo /etc/sudoers (acrescentando a linha "user ALL=/usr/bin/passwd" naquele arquivo) e só então faça um teste executando o comando "sudo passwd".

Ao adicionar aquela linha ao arquivo /etc/sudoers você estará dizendo que a sua conta user poderá executar o comando passwd (localizado em /usr/bin/) como se você (conta user) fosse o usuário root.

Isto estando esclarecido, podemos agora complementar o que foi dito no comentário anterior: o comando "sudo passwd" funciona, sim. Mas só depois que você configurou corretamente o arquivo /etc/sudoers.

Finalmente, é sempre bom lembrar que permissões demais pelo comando sudo podem afetar a segurança, portanto use o bom senso quando for editar o arquivo /etc/sudoers.